A Dissonância Cognitiva e A Desonestidade Intelectual

A fábula das raposa e das uvas é muito conhecida por exemplificar a dissonância cognitiva. Por ver que as uvas estão alta demais para serem apanhadas, a raposa racionaliza e apenas se convence que as uvas não são boas, resolvendo um conflito de forma simples, para não prolongar o seu sofrimento de não conseguir o desejava.

Screenshot_3

Precisamos tomar cuidados, quando na vida, inventamos estórias na nossa cabeça, para criar uma realidade que seja mais alinhada do que o que gostaríamos que o mundo fosse. As nossas perguntas e reflexões devem ser respondidas de forma inteligente, para que não cause ilusões e fantasias longe da realidade.

Cada um de nós tem uma subjetividade, que como o próprio nome propõem, é uma forma individual de interpretar as coisas, subjetiva. Diferente da forma objetiva, representada, nesse caso, pela verdade propriamente dita.

Invariavelmente cometeremos erros de interpretação das coisas, mas o desafio é tentar ter a maior clareza possível sobre os eventos, tentar nos aproximar da realidade. Entrar em pensamentos neuróticos, muitas vezes nos afastam da realidade e nos aproximam de um mundo de faz de conta, os únicos prejudicados com isso, somos nós mesmos.

A negação é um outro mecanismo que pode nos revelar uma certa desonestidade intelectual, negamos e evitamos entrar em contato com certas coisas, nos iludindo, na esperança de achar que as coisas não são o que são.

Quando é possível resolver alguns conflitos mais aflitivos da nossa subjetividade, nós ganhamos liberdade, por vezes tais mecanismos nos prendem a neuroses, paranoias e fantasias. Domar o nosso subconsciente, exercitando a nossa razão, honestamente, sem dúvida, é se desenvolver e criar uma consciência maior.

 

Ciclos Comportamentais

“O pássaro não canta porque está feliz, mas sim está feliz porque canta.” William James

Quando vemos algo que nos motiva e nos desperta um desejo instantâneo de partir para ação, certamente com uma dose de euforia. Nos sentimos transitoriamente fortes, determinados. Então essa euforia vai embora e nos sentimentos culpados por não seguirmos com aquela motivação, podemos nos sentir fracos e sem esperança. E porque isso?

jHmffJU

As pessoas ingenuamente acham que para viverem as vidas dos seus sonhos, precisam de uma energia, um entusiasmo entorpecente, mas isso está muito longe de ser verdade. Não é assim que acontece na mente humana e ter esse pensamento raso e romântico só serve para gerar um mecanismo de culpa e auto-sabotagem. A energia oscila, o humor oscila, a motivação oscila. Bem como a nossa homeostase fisiológica, as nossas características emocionais estão sempre em batalha, tentando atingir uma espécie de equilíbrio. E o erro está em acreditar que é necessário uma série de condições “perfeitas” para entrar em ação. Para fazer alguma coisa. Bom, isso simplesmente não condiz com a verdade.

A verdadeira causa das pessoas com comportamentos e realizações acima da média, conseguirem realizar as coisas, está em uma certa maturidade emocional de simplesmente conseguir entrar em ação, apesar de todos os pesares. Se formos, certamente esperar, por uma “motivação” ou da nossa força de vontade, simplesmente para atingir um objetivo, teremos um fracasso retumbante e isso apenas vai gerar culpa, e a crença na nossa falta de capacidade. Então, ficaremos isolados e quando bater novamente aquela certa inspiração de mudança, e o mesmo acontecer, retroalimentaremos o ciclo, nos auto-sabotando.

Até um ponto, subconsciente, que deixaremos de agir, ou já agiremos de formas a nos limitar, apenas seguindo uma programação mental que definimos.

Como quebrar esse paradigma?

Contar com unicamente com a nossa força de vontade, ou com estímulos externos que nos forneçam uma motivação, nos limita e nos prende à um ciclo vicioso. É muito difícil apenas com a nossa força de vontade, quebrarmos repentinamente padrões consolidados na nossa mente, por décadas a fio. É simplesmente irreal e uma receita certa para fracasso e culpa.

O primeiro passo é então, aceitar as nossas limitações, ao menos iniciais e aceitar que os progressos devem ser feitos de forma calma e tranquila. Quando queremos dar um passo maior que a perna, no primeiro deslize o nosso diálogo interno pode nos criticar e nos culpar, nos paralisando e acabando com a nossa autoconfiança.

Da mesma forma que um músculo é trabalhado, as nossas ações reforçam a nossa capacidade. Só se consegue modificar comportamentos negativos fortemente arraigados nos nossos sistemas, com constância, a constância é muito mais importante que a intensidade. Ela molda e retroalimenta as nossas capacidades, e nos reprogramam de acordo com as nossas ações.

Diminuir ou tentar silenciar a crítica interna e seguir em frente, deixando de lado o perfeccionismo e metas mirabolantes, entendendo as nossas limitações é libertador ao ponto de nos revolucionar como seres.

“Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência, então, não é um ato, mas um hábito” (Will Durant).

Então qual é o segredo? Nenhum, Não existe nenhum truque, nenhuma fórmula mágica para nos mantermos motivados de forma absoluta, sempre contando com a nossa força de vontade. O que existe, na verdade, é uma clareza, a maturidade. A maturidade que faz alguém acordar cedo para fazer uma atividade qualquer, que mantém a solidez dos comportamentos e essa solidez e constância nos comportamentos, “automatizam” de forma positiva o indivíduo. O contrário também é verdadeiro, podemos entrar no ciclo de maus hábitos, até que eles fiquem tão arraigados nos nossos sistemas nervosos, a ponto de sermos escravos da nossa repetição.

Qualquer tipo de atividade, demanda esforço inicial, como um avião que certamente precisa de uma quantidade enorme de energia para decolar, mas depois, quando no ar, ele não precisa mais dispender essa quantidade absurda de energia.

“O hábito é o melhor dos servos, ou o pior dos amos.” Nathaniel Emmons
 Temos que abandonar certas crenças, idealizadas sobre força de vontade e motivação e simplesmente partir para a ação, usando os pensamentos de forma racional  (mesmo que soe, de alguma forma, artificial no começo) até que o sistema se automatize, para o bem. Até que eventualmente um tema se torne se interessante, que os hábitos consigam revelar de nós, a nossa melhor essência. Quando isso acontecer, da mesma forma que citada anteriormente no sistema de culpa e auto-sabotagem, o sistema se retroalimenta positivamente, gerando autoconfiança e como consequência aumentando a nossa capacidade de agir.
Um efeito bola de neve, quanto melhor, cada vez melhor, quanto pior, cada vez pior.

Onça Pintada – (Panthera Onca) nos E.U.A?

Desde o começo do século XX que a onça pintada ou jaguar, (panthera onca), é considerada extinta em território norte americano. Embora essa espécie tenha habitado durante muitos anos áreas no sul dos Estados Unidos, do extremo sul da Califórnia até a área da Louisiana.

Screenshot_5
Em rosa a ocorrência original da onça-pintada, em vermelho a ocorrência atual, além de tais territórios detalhados na imagem, a onça pintada ocorre até em partes da Argentina e é amplamente distribuída no Brasil.

Contudo, nos últimos dez anos, devido a tecnologia de câmeras com disparo automático por sensor de movimento, foi possível a comprovação, apesar de ser uma população muito frágil em termos populacionais, tal notícia é muito animadora.

A onça é o maior felino das américas e o terceiro maior do mundo, os fatores que causam a diminuição das populações são principalmente a caça e a destruição do seu habitat.

jaguar2

Veja mais em: https://www.mammalsociety.org/articles/evidence-resident-jaguars-panthera-onca-southwestern-united-states-and-implications-conserv 

Comprar Microscópio para Controle de Qualidade – Indústrias

A cada dia que passa a competição do mercado se torna mais acirrada,  por isso o número de empresas que buscam equipamentos ópticos para controle de qualidade é maior.

Para garantir a qualidade dos materiais empregados pela indústria, os microscópios e estereomicroscópios (microscópios estereoscópios) são utilizados para analisar os materiais de forma muito detalhada, é possível identificar pequenas ranhuras, trincos, bolhas de ar ou qualquer outro tipo de contaminação na amostra. A importância da homogeneização das amostras proporciona toda a qualidade no processo industrial, conferindo aos materiais a excelência e baixando em muito os custos de produção evitando identificar as contaminações do material na pós-produção.

An Infineon employee at the quality check of an wafer in the cleanroom, at the Infineon factory in Regensburg, Germany, on Tuesday, March 16, 2010. Photographer: Guenter Schiffmann/Bloomberg
Análise de amostras em Regensburg, Alemanha, Março 16, 2010. Fotográfo: Guenter Schiffmann/Bloomberg

Com a devida análise a partir de microscópios próprio para o controle de qualidade das indústrias, pode-se selecionar melhor os fornecedores dos materiais e renegociar lotes de matéria prima.

A economia de tempo e recursos financeiros, com a análise de controle de qualidade por microscópio, otimiza todo o processo.

microscopio com camera laboranaestereomicroscopio laborana

Nós da Laborana – Equipamentos Científicos, com experiência de 30 anos em microscopia óptica, temos diversos equipamentos, dependendo de cada uso e específico para cada área:

Na área de plásticos, metais, tintas e outros materiais equipamentos petrográficos, metalográficos, sistemas de luz polarizada. Estereomicroscópios para analisar ligas metálicas, adesivos, vidros, cristais, tecidos para a indústria têxtil, entre outros.

No caso de indústrias do ramo alimentício e farmacêuticas, contamos com avançados microscópios biológicos, de ótica infinita, conjuntos binocular ou trinocular com câmera ou tablet para fazer banco de dados de imagens de processo, editar e fazer medições.

Consulte nosso portifólio de clientes, se persistir alguma dúvida entrem em contato conosco. Teremos prazer em auxiliar com uma consultoria técnica completa.

Tablet para Microscópio – Wi-Fi

O que você acha de poder colocar uma pequena câmera no tubo trinocular do seu microscópio ou estereomicroscópio e ter a mobilidade de capturar, mostrar as imagens e enviar dados sem precisar estar com o tablet conectado no microscópio?

tablet microscopio laborana

Nós da Laborana apresentamos esse incrível acessório que é a última tendência tecnológica no mundo dos tablets para microscópio, com um sistema completamente intuitivo por android é possível remotamente estar conectado ao wifi da câmera e ter a liberdade de trabalho necessária e conforto de mostrar os resultados para alunos, colegas de trabalho, professores, etc.

Com esse tablet para microscópio, ainda possível fazer um banco de fotos para laudos, publicações ou estudo. Outras opções são medição, captura e edição, tudo através de um sistema descomplicado de alta tecnologia e de preço acessível.

Peça já o seu orçamento em nosso site e facilite e modernize o seu laboratório. www.laborana.com.br/tabletparamicroscopio. 

A Laborana – Equipamentos Científicos é uma empresa do ramo de microscopia e produtos para laboratórios com 30 anos de mercado. Se persistir alguma dúvida entre em contato conosco.

Temos microscópios biológicos, metalográficos, de polarização, imunoflorescência, profissionais para controle de qualidade, óptica infinita e para pesquisa em geral.

Muitos clientes ao redor do Brasil contam com o melhor em tecnologia e qualidade óptica com os nossos equipamentos.

A subjetividade da percepção humana.

A subjetividade da percepção humana.

É 6 ou é um 9?

6ou9

As pessoas experimentam os eventos de maneira diferente, e na verdade nós mesmos sentimos as coisas diferentes de acordo com cada fase da nossa vida, de acordo com o que registramos na nossa mente. Pessoas que tinham medo de escuro não precisam mais ter, necessariamente.

Tudo depende, depende do ponto de vista. Claro que essa relatividade não pode ser utilizada como desculpa para agir de modos pouco convencionais e usar isso como desculpa de comportamentos moralmente e eticamente condenáveis.

O aspecto é como as pessoas criam fobias, sentem mais medos, são mais otimistas, mais pessimistas. Como que isso acontece?

Porque cada pessoa no mundo tem um mapa, que representa a sua realidade, o mapa é uma representação da realidade e por isso ela pode mudar tanto de uma pessoa à outra. Por exemplo o mapa do Brasil é uma representação cartográfica do Brasil ele é usado utilmente para simplificar uma complexidade muito maior do que a que ele representa. Da mesma forma nós também fazemos isso, fazemos as nossas representações da realidade.

Como não é possível assimilar tudo e analisar todo o mínimo detalhe da nossa vida, montamos um escopo, um molde para nos guiar, a partir dos nossos 3 filtros perceptivos:

Generalização:

Generealizamos para simplificar as coisas, se descobrimos uma vez que o fogo queima, aprendemos a agrupar a idéia que precisamos ter cuidado com o fogo, se não poderemos nos ferir, isso realmente é uma coisa que ajudou à nossa sobrevivência, mas precisamos estar atentos para que algumas generalizações não sejam falsas associações ou preconceitos que podem limitar nosso modo de vida.

Omissão:

Omitimos parte das informações que chegam até nós, mesmo porque é impossível processar tudo, dessa forma seletivamente nosso cérebro define coisas a serem deixadas de lado, mas isso pode causar uma percepção que não corresponde completamente aos fatos. Tendemos a nos lembrar mais de críticas do que de elogios e isso pode minar a nossa auto-estima.

Distorção:

Distorcemos algumas informações e fazemos associações mentais que geram uma diferença considerável na percepção. É por isso que algumas pessoas tem certos medos específicos, são mais otimistas ou mais pessimistas, basicamente o que foi coletado foi organizado de uma forma a criar algo subjetivo.

A forma com que enxergamos a vida é um modelo, precisamos ter cuidado para algumas das nossas crenças mais fundamentais e limitantes não serem apenas um modo modificado da realidade que apenas limita de alguma forma nosso modo de ser.

“Um homem não pode entrar no mesmo rio duas vezes” (Heráclito)

A frase acima significa que as águas de um rio corrente modificam a cada momento, e da mesma maneira uma pessoa se modifica, essa plasticidade da vida deve ser entendida, em especial para compreendermos melhor as relações humanas e como cada qual pensa.

A percepção de uma pessoa sobre determinado evento pode ser modificada de diversas formas, quando acontece uma ressignificação no cérebro e muitas vezes é compreender que o “6” e o “9” são a mesma representação numérica dependendo do ponto de vista.

Pode ser sorte ou pode ser azar

Era uma vez um menino pobre que morava na China e estava sentado na calçada do lado de fora da sua casa. O que ele mais desejava era ter um cavalo, mas não tinha dinheiro. Justamente neste dia passou em sua rua uma cavalaria, que levava um potrinho incapaz de acompanhar o grupo. O dono da cavalaria, sabendo do desejo do menino, perguntou se ele queria o cavalinho. Exultante o menino aceitou. Um vizinho, tomando conhecimento do ocorrido, disse ao pai do garoto: “Seu filho é de sorte!” “Por quê?”, perguntou o pai. “Ora”, disse ele, “seu filho queria um cavalo, passa uma cavalaria e ele ganha um potrinho. Não é uma sorte?” “Pode ser sorte ou pode ser azar!”, comentou o pai.

O menino cuidou do cavalo com todo zelo, mas um dia, já crescido, o animal fugiu. Desta vez, o vizinho diz: “Seu filho é azarado, hein? Ele ganha um potrinho, cuida dele até a fase adulta, e o potro foge!” “Pode ser sorte ou pode ser azar!”, repetiu o pai.

O tempo passa e um dia o cavalo volta com uma manada selvagem. O menino, agora um rapaz, consegue cercá-los e fica com todos eles. Observa o vizinho: “Seu filho é de sorte! Ganha um potrinho, cria, ele foge e volta com um bando de cavalos selvagens.” “Pode ser sorte ou pode ser azar!”, responde novamente o pai. Mais tarde, o rapaz estava treinando um dos cavalos, quando cai e quebra a perna. Vem o vizinho: “Seu filho é de azar! o cavalo foge, volta com uma manada selvagem, o garoto vai treinar um deles e quebra a perna.” “Pode ser sorte ou pode ser azar!”, insiste o pai.

Dias depois, o reino onde moravam declara guerra ao reino vizinho. Todos os jovens são convocados, menos o rapaz que estava com a perna quebrada. O vizinho: “Seu filho é de sorte…”

Assim é na vida, tudo que acontece pode ser sorte ou azar. Depende do que vem depois. O que parece azar num momento, pode ser sorte no futuro.

635e65f6e6e793fbe7a1ba2567eaff09

Do livro: O Sucesso não Ocorre por Acaso – Dr. Lair Ribeiro – Ed. Objetiva

Incríveis Animais Híbridos

A Mula é um animal que é obtido através do cruzamento entre duas espécies, cavalo (Equus ferus caballus) e asno (Equus africanus asinus). Somando qualidades positivas de ambas as raças, a mula é amplamente utilizada para o transporte de cargas e é muito conhecida. Por ser um exemplo de animais híbridos, cruzamento inter-espécies, é quase sempre estéril.

Abaixo a mula, resultado de hibridismo entre cavalo e asno.

Mule-6

Existem outras curiosas novas espécies que foram obtidas pelo cruzamento entre espécies. Dentre os felinos de grande porte do gênero Panthera, isto é, a onça (Panthera onca), o leopardo (Panthera pardus), o tigre (Panthera tigris) e o leão (Panthera leo) foram feitos diversos cruzamentos:

Ligre, cruzamento entre um leão e uma tigresa

liger-08

Leopon, cruzamento entre um leopardo e uma leoa

Leopon

Tiguar, cruzamento entre um tigre e uma onça pintada fêmea

tiguar

Outras muitas espécies de animais podem cruzar entre si, como por exemplo: Zebralo, cruzamento entre zebra (Equus Zebra) e cavalo (Equus ferus caballus).

DSC01630ZebroidCrossBetweenZebraHorse

Urso Grolar, cruzamento entre um urso pardo ou grizzly (Ursus arctos)  e um urso polar (Ursus maritimus) .

6_Polar-and-Grizzly-Hybrid

No caso do homem, (homo sapiens) o único hominídeo moderno,  aconteceram experimentos terríveis ao longo da história. Cientistas não éticos tentaram, felizmente sem sucesso, a hibridação da raça humana com chimpanzés (Pan troglodytes). E mesmo embora grande parte do nosso DNA seja compartilhado com tais animais, a distância genética não permite tal fantasia sórdida.

Células de Sangue Sob o Microscópio

Graças à tecnologia óptica dos microscópios, aliada às câmeras de qualidade para microscopia, é possível ver imagens incríveis com os microscópios com câmera.

Enquanto fazemos nossas atividades diárias sempre está acontecendo algo dentro de nós, a constante luta da homeostase. Células se multiplicando, células morrendo, células defendendo nosso organismo.

As células do nosso sangue tem múltiplas funções, como transportar oxigênio, transportar o gás carbônico para ser eliminado pelos pulmões, nos imunizar, coagular, levar nutrientes para os nossos tecidos.

Esse milagre da vida, é observável com riqueza de detalhes com a tecnologia certa.

No vídeo abaixo podemos nos encantar com a tecnologia dos microscópios e entender melhor como nós funcionamos no nível celular.

*Todos os direitos reservados ao autor do vídeo, “under the microscope.”