PROBLEMAS ou SOLUÇÕES ???

A vida está difícil e complicada. Todo mundo tem problemas. Problemas ou Soluções?

Pesquisei e penso ter descoberto uma das razões pela qual todo mundo tem tantos e tão grandes problemas. Fui no Google e pesquisei na ferramenta de palavras-chave e descobri:

  • A palavra “problemas” tem 6.125.000 pesquisas mensais.
  • A palavra “soluções” tem 302.000 pesquisas mensais.

biotecnologiaFiquei de boca aberta. As  pessoas procuraram mais de 6 milhões de vezes em um mês por “problemas” e somente 300 mil por “soluções”? É esquisito.

Irei tentar explicar a fórmula daqueles que preferem as  Soluções. Simples e eficaz.

Penso não ser possível ter uma vida produtiva, positiva e recompensadora enquanto alguém está focado nos problemas em vez de pensar em soluções? Problemas significa viver o “passado” enquanto que “soluções” significa desejar o futuro. Quando trabalhamos para resolver um problema estamos a dar passos para trás, a ver o lado errado, ou até a andar de costas. Como é possível chegar a algum lado?

Por outro lado, quando trabalhamos para um projecto grandioso, estamos a olhar para a frente, impulsionados por uma visão e conseguiremos com certeza os objetivos que anteriormente definimos ,pois caminhamos na direção que os nossos olhos focados iluminam.

Até agora tudo bem, mas os problemas acontecem na vida de toda a gente. E quando acontecem, como de conseguem  resolver. E como é que se poderá dar solução aos problemas pensando noutra coisa qualquer. Isso não é resolver, é fugir deles!”.

Este é um ótimo argumento. Se não encararmos os problemas de frente e tratarmos de os resolver dando a rumo certo eles se acumulam e claro que não se resolvem sozinhos, certo? Mais ou menos.

 “PROBLEMAS ou SOLUÇÕES ???”

Muita gente quer resolver problemas sem estar focado neles. Como é possível?

soluçõesSabendo que a mesma matéria ou assunto pode representar um problema para uma pessoa mas para outra não tem como ser problema, precisamos então saber como identificar o que é um problema. De uma forma muito simples, podemos dizer que: um problema é uma complicação que  não queremos para nós. Um acidente é um problema, como o é uma dívida, o chegar atrasado para muita gente também é problema, ficar no desemprego, um ataque à nossa vida ou ao nosso património, uma relação difícil a nível pessoal ou profissional, etc.

Penso que todo mundo acha mesmo que a vida deveria ser de uma determinada maneira e defendemos uma ideia acerca do nosso papel no mundo. Quando a realidade à nossa volta parece não ser a que pretendemos e se comportar da forma adequada às nossas expectativas ou desejos, aí temos um problema.

Depois de toda a introdução, agora passemos aos métodos de solução imediata, ou pelo menos, rapidíssima para a maior parte dos problemas.

A FÓRMULA

Esta é a fórmula: Recursos + Condições =Soluções

A Solução matematicamente é igual à soma dos Recursos e das Condições. Explico. Quando surgem problemas, a  capacidade de os resolver está limitada pelos  recursos e pelas condições que nos rodeiam. Os recursos são activos, as condições são o ambiente.

Por exemplo em termos de cultura um livro é um recurso, o que se consegue extrair dele pela leitura além da nossa capacidade de absorção, são as condições. Um outro exemplo, uma pessoa amiga é um activo, o facto de essa pessoa  poder apoiar-nos ou não, é a condição. Mais ainda, o dinheiro que está na sua conta bancária é um activo, podermos usá-lo e a forma como o usamos é a condição. Ter um amigo a quem pedimos opiniões é um activo, o que se irá fazer com o que ele aconselha já é a  condição.

Agora vamos ver como por tudo isto pode estar em funcionamento para poder ser um Solucionador de Problemas.

Quando surge um problema precisamos de ir buscar os recursos e obviamente criar as condições adequadas para a  solução. Não há volta a dar, não existe outra forma de resolver problemas: precisamos de somar os recursos às condições. Quanto menos recursos e mais adversas forem as condições existentes menos satisfatória será a solução.

OS EXEMPLOS

Detalhamos mais um exemplo: Imaginamos que eventualmente tem um problema, uma dificuldade e pode estar em risco de perder a sua casa. Para muitas pessoas esta é a tragédia de toda uma vida, ficam literalmente sem nada. Sim, todo o sacrifico feito até então pode ir por água abaixo.Para outras pessoas é simplesmente um problema deveras complicado e dentro de uns dias tudo poderá voltar ao normal. Porquê? Em análise, as primeiras pessoas não têm possibilidades  de  deitar a mão a certos recursos (dinheiro, influência, amigos, outras casas, roupas, meios de transporte, etc, etc ), e por isso as suas condições de resposta são extremamente complicadas e o problema possivelmente sem solução.

Solucionando ProblemasMas, tem as outras pessoas que também perderam o património, mas como têm recursos que as outras pessoas não tinham, simplesmente mudam de casa e voltam a lutar e de seguida adquirem e substituem o que perderam. A conclusão é que ambos têm o mesmo problema, mas as soluções são completamente diferentes. E essa diferença vem exclusivamente dos recursos e das condições de cada um. Ou seja a capacidade de análise ao problema e a reação também é diferente. Não esquecer que é melhor agir do que reagir.

De entre as pessoas do primeiro grupo, as que ficaram sem nada, pode acontecer que algumas têm familiares (recurso) com quem têm uma boa relação (condição) e vão viver para casa deles. Outras têm familiares (recurso) com quem não falam (condição) e ficam numa situação deveras muito difícil, sem local para onde ir. Aqui a situação se agrava.

Haverá muitos outros exemplos: o Carlos e o João têm a mesma profissão, e trabalham na mesma empresa  há 10 anos, ambos perderam o emprego. Os dois ficaram com o mesmo problemas. O Carlos tem 2 filhos e a esposa desempregada (condição), nunca conseguiu poupar um cêntimo na vida (falta de recursos), mas o João é solteiro, pacato (condição) e conseguiu fazer uma poupança ao longo dos 10 anos de trabalho, tendo na conta bancária 20 mil euros a prazo (recursos).

Posso citar mais um exemplo: dois quadros de uma mesma empresa foram despedidos em simultâneo. Ambos ficaram desempregados. Um foi á luta e conseguir arrumar um trabalho nos dias seguintes, para uma empresa concorrente, e a ganhar mais 25% de salário. O outro ficou em casa a descansar e a pensar na vida.  Podemos concluir que um sabe como criar riqueza nesta nova economia, o outro fica afogado nos problemas financeiros.

Se analisarmos com atenção, todos os problemas têm várias soluções, e estas derivam sempre do poder de decisão de cada um, assim como da forma positiva como se pensa e dos recursos e das condições de cada pessoa. Então o que se deve fazer? É com certeza preciso passar toda a sua vida a reunir  recursos e a criar condições. Pois é!

Estas coisas dão um trabalhão imenso, acredito que sim, mas se verificarmos bem isso é o que já se faz diariamente sem nos  apercebermos . É que frequentemente os recursos e as condições que procuramos e criamos não nos servem praticamente de nada quando os problemas surgem.

Se formos obcecados por futebol e se não perdermos um jogo na TV, pode ser divertido mas  é um recurso. Até pode virar um especialista de técnicas e tácticas futebolística (condição). Contudo, se precisar de um dinheiro extra, esses recursos e condições trazem soluções desadequadas. Ora uma solução desadequada é em si mesma, um novo problema.

ecoverPor tudo isto, é importante e precisa estar atento. Cada livro que adquirido, está a reunir um recurso, mas tem de o ler para  aprender e desenvolver com isso, estando a melhorar as suas condições. Cada curso que frequentar, e cada projecto que iniciar, a cada pessoa que conhecer, está a reunir recursos (se fizer coisas bem feitas senão está a desperdiçá-los) ou a criar condições (favoráveis ou desfavoráveis, consoante as suas opções).

Por tudo isto atrás descrito é que as pessoas não são todas iguais. Umas ficam bloqueadas a olhar para o problemas porque  não vêem soluções. E não as têm porque não estão a ver os recursos e as condições que têm ao seu dispôr. E, acredite, toda as pessoas têm ambas as coisas e toda a gente pode achar soluções para todos os problemas que lhes surjam. Quantas pessoas você conhece que por diversas vezes tropeçaram  e se levantaram e começou a vida do zero por diversas vezes? Essas são pessoas que procuram soluções.

Mesmo assim, mais de 6 milhões de pesquisas no Google para “problemas” e somente 300 mil para “soluções” indicam que há 6 vezes mais pessoas à procura de problemas do que de uma forma de os ultrapassar.

Vale a pena pensar nisto …

Saiba como potenciar e desenvolver os seus negócios online, hoje mesmo. Clique AQUI

Baixe o Seu Ebook Grátis...

Joel Gonçalves

Empreendedor online, apaixonado por tecnologia e por ajudar as pessoas a conquistar o sucesso.

Website: http://virtualmarketingpro.com/c/?aid=5190

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *